Primeiro de Agosto foi o linde divisório entre a retórica eleitoreira e as definições que darão tom ao certame. A reta final, à vista, impõe digam os candidatos aos eleitores, objetivamente, com clareza, sem tergiversações, porque devem neles votar. Todos, rigorosamente todos, têm de se posicionar quanto ao que, de fato, interessa ao país.