Eu amo o meu país. Não por falta de opções. Há muito estaria longe, assim me aprouvesse. Respeito os patriotas de todas as pátrias. Quando, em repetidas circunstâncias, sempre está lá uma bandeira, como a assinalar-se e ao que está por trás dela, o que representa, não sou tomado por emoções que não são minhas, asseguro-me de estar no caminho certo quanto ao Brasil. Patriotismo é bom, confere identidade, implica respeito, lastreia a nacionalidade. Eu também, e sempre, quis, de tão bom, de tão honrado, o patriotismo para mim. E para os súditos do país a que amo. Fosse eu capaz de ódios, odiaria a falta de patriotismo, por extensão os ‘impatriotas’, os criminosos do crime de lesa-pátria. Da minha pátria.

Não me diminuem, fortalecem-me a capacidade de… Para continuar a ler clique por favor neste link: EU AMO O MEU PAÍS

______________________________