GOD IS NOT A DELUSION (9)
(Clique por favor no link acima)
 
 
A REPÚBLICA BOLIVARIANA DO BRASIL
André Vallejo*

2014, 50 anos da Revolução de 1964. Após anos de regime fechado, finalmente amadurecemos e conquistamos uma democracia sólida, certo?

Infelizmente não. Na verdade, encontramo-nos à beira de uma ditadura, dessa vez de inspiração “bolivariana”, para fugir um pouco do chavão “comunista”. De fato, 40 anos depois, descobrimos que afinal de contas os militares, embora tenham sem duvida errado muito nos métodos, para pouco dizer, perceberam muito antes de nós o perigo que se aproximava. Liderados por Lulistas e Fidelistas instalados no Foro de São Paulo, gradativamente vão sendo bem sucedidos projetos para transformar a América Latina numa grande republica bolivariana unida à sombra de ídolos como Simon Bolívar e Che Guevara, dois psicopatas sanguinários com ideias totalitaristas e ditatoriais. Desvaloriza-se o indivíduo em nome do estado, despreza-se a educação de qualidade, o esforço individual, em prol do assistencialismo escravizante que cria uma legião de eleitores zumbis destinados a garantir uma “democrática” eleição perpétua daqueles que fornecem bolsas e cotas para alimentar a sede de cérebros e almas desses zumbis, da ignorância complacente que impede esses mesmos zumbis de perceberem o que se passa. Já foram trazidos para o Brasil milhares de agentes doutrinadores disfarçados de médicos, cuja principal função é ensinar no interior o marxismo-leninismo, que, aliás, para quem não sabe, já faz parte do currículo obrigatório de muitas escolas no interior do país, inclusive em estados considerados os melhores, como os da região Sul.

Destroem-se os últimos bastiões de defesa da constituição e do estado democrático de direito. O STF, penúltimo desses bastiões, já foi devidamente aparelhado, e com a substituição futura de mais ministros indicados pelo Foro de São Paulo, caminha para tornar-se irrelevante, sendo apenas um Órgão a sancionar os desmandos dos antes terroristas, hoje governantes. Último bastião, as forças armadas têm sido paulatinamente desmontadas, desmoralizadas, num caminho que visa sua efetiva substituição por milícias populares, a exemplo do que ocorreu na Venezuela, sendo o que dela sobrar comandada por militares fiéis ao regime, como os atuais comandantes das forças, nos cargos há mais de 12 anos, contrariando toda a estrutura de comando habitual. A próxima manobra será a derrubada da Lei da Anistia, permitindo processar os militares do passado por suas atividades na revolução de 64 (mas não os terroristas por eles combatidos), a exemplo do que ocorreu na Argentina, que já se encontra em estado de decomposição bem mais avançado do que o nosso. Cria-se o caos nas ruas, põem-se os black blocks e outros marginais, como os do MST, em ação para infundirem terror á sociedade e provocar a necessária desestabilização que precede a implantação de um novo regime político.

E nós, o que faremos além de nos revoltarmos e colocarmos mensagens de protesto no Facebook? Vai precisar de muito mais do que isso para deter o processo. Ou vamos acordar qualquer dia desses e descobrir que nos tornamos apenas camaradas numa republica ditatorial e repressiva, na qual só os camaradas do partidão terão acesso aos frutos do nosso trabalho. Acorda Brasil…

*André Vallejo é médico.

NOTA:

Este artigo, em todos os seus termos, é da inteira responsabilidade do articulista e não representa a opinião do blog, que espera publicar oportunamente manifestação de interessados à guisa de contraditório, como é do costume democrático. O espaço está aberto para esse fim, apenas  reservado o direito de vedar declarações de militância política.

Onair Nunes

Anúncios