Tags

, , ,

(…)

A diferença e as quantidades certas da Nota anterior constituem os quanta de Max Planck, físico, nascido em Kiel, Alemanha, em 1858que se dedicou a estudos voltados para a energia e para o calor, formulador, em 1900da Teoria dos Quanta. Um quantum, repete-se, é uma quantidade redonda de energia, não podendo ser um pouco maior nem um pouco menor do que a sua expressão nominal.

Resumindo, com sua teoria Planck postulou que a luz, entre outras ondas, não poderia ser emitida a uma razão arbitrária, mas somente em ´pacotes´, aos quais chamou quanta, contendo quantidades fixas de energia que aumentariam na proporção do aumento de frequência das ondas. Em frequências demasiado altas não haveria quantidade disponível de energia para emissão de quanta de luz. Obrigatoriamente, a radiação em frequências muito elevadas se reduziria para tornar finita a perda de energia de um corpo. É por isso que estamos aqui; tivessem os gases em combustão no interior dos primeiros astros se queimado a razões arbitrárias, o hidrogênio e o hélio teriam se fundido de forma tal que a parte da massa do hélio transformada em energia seria inferior ou superior à proporção de 0,007 que viabiliza o processo. Qualquer variação, para cima ou para baixo, inviabilizaria a química da vida; o Universo seria um punhado de estrelas vermelhas distribuídas por pequenas galáxias pobres em gás, sem condição de abrigar em qualquer delas, inclusive na nossa, as formas de vida que conhecemos.

(…)

©Onair Nunes da Silva – A Conspiração, Livro II – Deus, o Universo e a Vida