O tempo correu, novas moléculas se formaram e com elas um novo elo do encadeamento substantivo da vida; um passo a frente, era bastante semelhante à bactéria, organismo constituído de célula única pertencente a grupo do qual boa parte não necessita do oxigênio ou da luz para sobreviver. Esse novo tipo de bactéria apresentou uma estrutura peculiar, com um núcleo incipiente que o situou a meio caminho entre os organismos unicelulares, anucleados, e os organismos multicelulares, mais complexos, vindos a seguir, nos quais cada célula possui um núcleo; capaz de criar poderosa atividade metabólica, interferiu nas reações químicas do agressivo ambiente em que surgira, modificando-as. (continua)

Anúncios