Continuemos tolos e quietos de voz. Verdades, de preferência, escrevem-se e assina-se embaixo.

As mentiras? Ora, as mentiras!…